O que te faz se sentir importante?

Tem dias nos quais me sinto a pessoa mais importante do mundo!

É nesses dias em que o orgulho do que faço sobe às alturas e lembrar de alguns momentos me faz feliz por semanas, meses.
Bons momentos são meus balões de alegria aos quais recorro sempre que tenho alguma dúvida sobre o que faço. 
E surgem dúvidas, claro… 
Penso: E quando eu envelhecer, será que terei pique pra fazer o que faço hoje? 
Mas aí lembro que esse “pique não é só algo físico, é algo de alma. E hoje tenho alma de 15 então ela está novinha ainda, não preciso me preocupar. 
Semana passada fotografei o aniversário do João Emanuel. 
Não vou falar muito sobre a festa porque como ela foi linda quero mostrá-la inteirinha. 
Foi a primeira vez que conheci a família do João. Um pai maravilhoso, a mãe a alegria em forma de mulher (e que mulher linda, um sorrisão de desmontar qualquer um), uma anja que cuida dele e que faz parte da família, todos os parentes e amigos super felizes com a festa… aquela família que a gente quer ter contato sempre, sabem? 
Mas teve uma foto especial que marcou meu dia, marcou minha história e me fez sentir muito, muito importante. 
Essa foto não ganhará um prêmio em concursos de fotografia!
Está longe de ser a foto tecnicamente melhor. É uma foto simples, feita rapidíssimo, de surpresa, o João estava olhando pro lado, a luz estava forte… uma foto comum pra quem olhar só com os olhos. 
Mas aí é que entra o coração, a alma… e ela mexeu tanto comigo que ao vê-la novamente desabei aqui. 
O pai da Mônica estava doente até poucos dias antes da festa. Ele estava no hospital. 
Ao falar isso os olhos desse mulherão cheia de força se encheram de lágrimas. Eu só queria dar um super abraço nela. 
Ali ela era a filha, não a mãe. A filha que lembrou naquele momento a importância da presença desse pai. 
Hoje, revendo as fotos, me senti tão feliz… 
Eu posso estar presente nesses momentos, ouvir essas histórias. 
E daqui alguns anos ela verá as fotos, se lembrará disso e poderá mostrar pro João contando o quanto é importante a presença do avô ali.
Faço parte da história linda dessa família com meu olhar sobre esse momento. 
Eu sou importante porque as pessoas me deixam ser. 
Sou a boba que chora na frente do computador ao reviver momentos lindos.
AniversárioJoãoEmanuel2015
Voltar ao início Entre em contato Envie para um amigo Tweet this Post Receba o blog por e-mail
Livia Barcelos M Afonso - 2 de novembro de 2015 - 21:58

Nossa kaka quanta sensibilidade. Sou amiga da Mônica e ela logo disse pra eu olhar no seu face as fotos. Lindas, lindas… Mas esse texto encheu meus olhos dágua tbm porque sei muito bem o que ela passou nesses dias de doença do pai, o quanto ficou abalada… Tava com medo e apesar de eu não ter falado tbm fiquei com medo… E era impossível pra mim tbm não pensar na festa de 1 ano do João Emanuel que estava sendo tão planejada, era a comemoração do aniversário da Mônica como mae tbm… Enfim, parabéns viu???? Ta de parabéns….

kkpillat - 9 de novembro de 2015 - 2:05

Livia, fiquei muito emocionada quando ela contou do pai com lágrimas nos olhos.
Aquela mulher linda e forte confiando a mim algo tão pessoal… isso não tem preço.
Aniversários de um ano sempre são super especiais, a energia é sempre maravilhosa mas esse teve uma história a mais.
sabia que a Mônica era uma pessoa especial desde o primeiro telefonema, impossível não sorrir com a alegria dela. Quando a vi gostei muito mais. A família é toda linda!
Sendo a filha que é ela sempre será uma super mãe!
Vou trazer essa história comigo por toda vida