Sentir antes de olhar

Um dia, no CineMaterna, a Si Martins me contou sobre um projeto e perguntou se eu participaria caso desse certo.
Ela falou por cima, rapidinho, e mesmo assim já deu pra notar o quanto era bom.
Quem conhece a Si sabe a energia que ela emana. Nem é preciso conhecer muito, é só chegar perto pra sentir. Gente do bem é assim!
Coincidentemente as idéias dela se encaixavam perfeitamente em um projeto meu e a empolgação foi imensa, como se tudo estivesse predestinado a acontecer.
E aconteceu….
E tudo teve que dar certo em pouquíssimo tempo.
Sinceramente, com a correria muita coisa errada poderia ter acontecido mas de repente as melhores pessoas surgiram, as crianças mais lindas, os pais perfeitos, a super ajuda na produção… foi tudo tão bom que ainda estou meio boba.
A idealização do projeto é da Si mas a liberdade foi tanta que ela fez com que todos os envolvidos se sentissem livres e assim a criação aconteceu.
Foram 6 fotógrafos convidados, todos maravilhosos, cada um com seu estilo que dá pra notar nas fotos. Além de ótimos fotógrafos, pessoas especiais.
Isso só foi possível porque a Si foi o instrumento de união dessas pessoas.
Em um meio onde as pessoas competem tanto foi delicioso poder conversar com fotógrafos que admiro, ver seus trabalhos e estar entre eles. E os que não conhecia agora conheço um pouco e espero ver novamente.
Achei lindo ela dizer que só casou as pessoas, era pra acontecer assim, do jeitinho que foi.
Admiro quem não tem o ego inflado (e poderia ter sim, com motivo pra isso) e sabe se doar sem pensar imediatamente na contrapartida.
Gente que ouve e ao falar só melhora o que já existe com críticas construtivas.
A Si soma. Acho que é bem isso… ela não impõe nada, só lapida, melhora, dá aquele brilho que faltava.
Ontem se me perguntassem como foi a exposição eu diria que a palavra era aprendizado mas hoje essa palavra se somou a tantas outras. Doação, dedicação, amor…
Ver as mães e os modelos curtindo aquele momento, se vendo ali, se imitando na pose da foto pra reviver … foi muito gostoso.
Todos em harmonia, conversando, sentando juntos, rindo, trocando experiências.
Cresci tanto em um dia!
Só posso dizer que dá um orgulho imenso fazer parte disso.

Agora preciso falar das pessoas sem as quais nada seria tão perfeito.
Obrigada Dani, mãe da Bru, por me ajudar a entender os sonhos dessa menina linda que quer ser bailarina e que trouxe um mundo cheio de fantasia.
A Gi que foi nossa DJ e a Cynthia, que pulou e dançou atrás de mim brincando com nossa modelo.
A Roberta e ao Daniel , pais do Gabs por nos proporcionar momentos de pura alegria com esse garotinho que ilumina o mundo.

Muito, muito, muito obrigada a Si Martins por ter levado tudo de forma tão graciosa gerando esse resultado incrível.
A Sandra Zanardi que participou da nossa bagunça, comprou a idéia, acreditou e sorriu conosco.

E ao Fá, Fábio, F.Barella… meu Toddynho, o companheiro de todas as aventuras, a pessoa que sempre me ajuda a fazer acontecer.

*sobre meus modelinhos falarei depois com calma porque acho que vocês merecem conhecê-los. Os dois foram um show, esbanjando alegria e determinação.

Aqui o link para o programa Circuito Fechado que mostra a Avant-Premiere da exposição Um olhar Sobre as Diferenças.

E aqui algumas fotos do evento feitas pela Carol Guerra Fadiga, que nos acompanhou o tempo todo.

Voltar ao início Entre em contato Envie para um amigo Tweet this Post Receba o blog por e-mail
UA-136012426-1